Empresa croata irá investir mais 40 milhões de euros em planta de biogas

Image

Com foco em ações renováveis, empresa busca produzir gás renovável a partir de resíduos sólidos da agricultura

Na última semana, a empresa croata de petróleo e gás, INA, revelou que irá investir em energia limpa a partir do biogás em sua sede localizada na cidade de Sisak. Ao todo, 40 milhões de euros (US$ 46 milhões) serão investidos na usina de biogás e biometano na região, a qual utilizará resíduos agrícolas para produzir energia limpa.

Em nota, a empresa explica que pretende autofinanciar a maioria do projeto e está buscando o co-financiamento do Mecanismo de Recuperação e Resiliência da União Europeia. Dessa forma, a empresa está agora no processo de seleção de empresários para o projeto e construção das instalações, além de obter as aprovações internas permitidas.

A vontade de gerar energia a partir do biogás vem do grande volume de resíduos agropecuários gerados na região, segundo a empresa. Uma vez concedidas as aprovações finais para a construção da instalação, serão oferecidos contratos comerciais aos fornecedores de materiais. O INA observa que, geralmente, essas instalações exigem dois a três anos para serem construídas.

Contudo, a usina de biogás não é o único renovável pensado pela empresa croata. A companhia já é responsável também pela central solar de 2,6 MW em Sisak, que atualmente está em operação experimental.

Além disso, a empresa está considerando outros projetos relacionados a fontes de energia renovável. Em maio de 2023, por exemplo, lançou a operação experimental de uma central de energia solar de 10,2 MW em Virje, no norte do condado de Koprivnica-Krizevci, como parte de seus esforços para transição para fontes de energia renovável. Na ocasião, o INA também anunciou planos para explorar energia geotérmica, produzir hidrogênio verde, avançar em projetos para o armazenamento contínuo de dióxido de carbono e avaliar o potencial da energia eólica no Mar Adriático.

Gostou do Conteúdo, Cadastre-se já e receba todas as notícias de BiomassaBR no seu email cadastrado

Compartilhe esta noticia: